Quando a cirurgia para varizes é considerada a melhor opção de tratamento?

cirurgia para varizes é recomendada apenas quando outros tratamentos feitos com espuma, endolaser, escleroterapia, radiofrequência, entre outros procedimentos, não apresentam os resultados esperados.

As varizes podem provocar, tanto em homens quanto em mulheres, uma queda na autoestima por causa do prejuízo estético, principalmente ao vestir roupas que deixam as pernas aparentes, como saias e bermudas.

Além de afetar a vida social, as veias roxas, bastante saltadas e com o calibre mais grosso, podem causar bastante dor e desconforto nas pernas, com inchaço dos membros inferiores. Em casos extremos e avançados, é necessário recorrer à cirurgia.

Vale lembrar que, em alguns pacientes, as varizes evoluem para eczemas. Outras pessoas também apresentam coágulos gelatinosos, que significam complicações da doença. Estes problemas costumam ser resolvidos com tratamento cirúrgico.

Cirurgia convencional e endolaser

A cirurgia convencional ou tradicional é realizada há muitos anos, para a remoção de varizes profundas, sendo acessível para praticamente todos os pacientes que precisam de operação para varizes. A técnica é feita com agulhas cirúrgicas e pequenas incisões para a remoção das veias lesionadas. Dependendo da gravidade, o cirurgião pode remover toda a safena.

O endolaser é a aplicação de laser na área interna nas varizes, tratando-se de um procedimento pouco invasivo, muito seguro e com pouca dor. Contudo, para veias com calibre muito grosso, o endolaser pode não funcionar, sendo necessária a realização da cirurgia convencional.

Os casos que mais evoluem para cirurgia são varizes que causam dores fortes, coceira e inchaço, com veias de calibre grosso.

Quais são os benefícios da cirurgia para varizes?

A cirurgia para varizes é a única maneira de acabar com a doença em casos avançados. Dificilmente pacientes apresentam complicações no pós-operatório. Todas as veias dilatadas podem ser removidas pelo cirurgião.

As cicatrizes da cirurgia são muito pequenas e não geram danos estéticos, ajudando o paciente a recuperar sua autoestima. Em poucos casos os pacientes que operam as varizes apresentam reincidência.

Após a realização da cirurgia convencional para varizes, o paciente pode sentir dificuldade para andar por alguns dias, além de dores no pós-operatório e hematomas temporários. A área da cirurgia não deve ficar exposta ao sol no período de recuperação.