Varizes na gestação: causas e prevenção

A gravidez representa uma mudança no estilo de vida da mulher. Algumas futuras mamães convivem com um imenso desconforto causado pelas varizes na gestação, um problema que pode abalar a autoestima e afastar as grávidas das praias e piscinas, além de limitar o uso de shorts e vestidos curtos.

Os vasinhos e as veias roxas, saltadas e inchadas prejudicam o visual e podem ser extremamente dolorosos. Estima-se que uma a cada três mulheres apresenta varizes na gestação.

Quais são as causas das varizes na gestação?

A produção de sangue aumenta nas mulheres grávidas, para sustentar tanto a mamãe quanto o bebê. Por isso, o sistema circulatório da mulher recebe uma sobrecarga muito grande, com aumento da pressão dos vasos pélvicos e elevação dos índices de progesterona, responsável por relaxar os vasos sanguíneos.

O resultado é um quadro típico para a formação de varizes na gestação, principalmente entre o fim do segundo e o começo do terceiro trimestre de gravidez. Mesmo mulheres que nunca tiveram problemas de circulação podem desenvolver varizes na gestação.

Geralmente, os quadros de varizes pioram na segunda ou terceira gravidez da mulher. Além de varizes nas pernas, as mulheres podem apresentar alteração nos vasos de sangue da vulva e no reto, causando hemorroida.

A normalidade retorna após o nascimento do bebê

A maioria das mulheres com varizes na gestação apresenta melhora depois do parto, que ocorre aproximadamente 3 meses após o nascimento, com redução da dilatação das veias e do tom azulado das varizes. Em grande parte dos casos, o problema desaparece por completo.

Algumas mulheres precisam fazer o tratamento para varizes depois de darem à luz, pois continuam com as veias sobressalentes, doloridas e azuladas. Isso acontece, especialmente, com as mamães que ganharam muito peso durante a gravidez ou que possuem histórico de varizes na família. Nestes casos, se as varizes não sumirem após o parto, é preciso consultar um médico vascular.

Se os vasos avermelhados e arroxeados forem de calibres espessos, talvez seja preciso fazer um tratamento para prevenir varizes profundas e outras complicações, como o surgimento de trombose.

Para a prevenção, as grávidas podem tomar alguns cuidados para evitar as varizes na gestação, entre os quais estão os seguintes:

  • Fazer o autoexame para identificar veias azuladas e procurar um médico vascular caso as encontre;
  • Fazer exercícios leves que estimulem a circulação;
  • Andar descalça para melhorar a circulação localizada;
  • Não ficar muito tempo de pé, na mesma posição;
  • Elevar os pés com o apoio de travesseiro durante a noite;
  • Utilizar meias elásticas de compressão;
  • Manter uma dieta saudável e balanceada;
  • Evitar ganhar muito peso durante a gravidez;
  • Beber cerca de 3 litros de água por dia.